quinta-feira, 2 de abril de 2015

LAGUNA: NEM TUDO É O QUE PARECE SER.

Boa Tarde Lagunenses e Lagunistas

                          Nas mais variadas esferas do poder, as vezes, o que vai para a imprensa, nem sempre, é aquilo que os envolvidos gostariam que fosse divulgado, ou seja, o que vaza é sempre a parte pior das histórias. E o que dá ibope? História ruim, baixaria e etc. Não preciso ir longe, pois posso fazer esta estatística com minha página no facebook e, até mesmo, e principalmente, por este blog. Quando posto algo que diz respeito a qualquer bandalheira, pronto, muitos acessos, muitos comentários agressivos, outros com coerência mas o que chama a atenção é a quantidade, são muitos. Ja quando a notícia diz respeito a realizações e a conquistas, os acessos e os comentários desaparecem, talvez isso seja da natureza humana que prefere apontar os erros do que elogiar os acertos. Eu fui assim, sei bem como é, e com o passar dos tempos vi que tudo vai muito além do lado ruim. A administração passada, em Laguna, teve seu lado ruim, aquele das negociatas pré-eleição, a busca do poder a todo custo, mas também teve seu lado bom, veja nossa orla, veja os postos deixados em construção. Pecaram pelo excesso de ganância e sofreram a consequência.

                Hoje, ao enxergar os dois lados, posso distinguir o boicote, a verdadeira crítica e a oposição pelo simples fato de querer que as coisas deem errado para depois dizer: - viu? eu tinha razão. 

                 Tudo que acontece em nossa cidade, mesmo depois de mais de dois anos de Administração Everaldo dos Santos gira em torno da administração passada. Isso ocorre em todos os lugares, vide governo federal, roubaram quase 90 bilhões de reais da Petrobras e insistem em dizer que a culpa é do governo FHC. Isso é da natureza política, mas vale colocar a culpa no anterior do que admitir o erro. Se me perguntarem o que estou achando da administração atual, como ja respondi a um político da cidade, respondo da mesma forma: com a quantidade de pessoas querendo ferrar com o Everaldo, até que ele esta resistindo bem. Sim, pois recebendo o boicote que recebe e ainda conseguir trazer recursos para a Cidade, não deve ser fácil. Aqui um parenteses: não estou defendendo ninguém, mas faça um balanço. Se não conseguir, logo trarei documentos de conversas que foram interceptadas pelo GAECO onde os vereadores combinam que não aprovariam o projeto dos cabos subterrâneos no centro de LAGUNA, apenas para pressionar o Prefeito para obter vantagens para os vereadores. Este só um pequeno exemplo do que era combinado.

                Mesmo com tudo isso, ainda conseguimos ver uma Luz quando a construção de uma Usina Eólica foi anunciada, onde trará dividendos para o município, onde o município requer ao DNIT que faça um contorno viário que beneficiará o Bairro de Cabeçudas, quando o projeto para a recuperação da Av. Anita Garibalde, rua ao lado do CEAL, juntamente com o calçamento da rua que vai do Sambodromo ligando a Av, Marronzinho, quando o projeto que beneficiará a bacia do rio tubarão juntamente com a lagoa de Santo Antônio, parte do Mercado Público em direção aos Molhes até a Boca da Barra, com previsão de começo para os próximos trinta dias com a dragagem do rio da carniça. Quando o esgotamento sanitário do Farol que ja é uma realidade, pois os valores ja estão disponíveis e o termo de ajustamento com o MPF pronto para que se regularize o lançamento de esgoto nas prais do município, tanto no Mar Grosso, quanto nos lugares que sofrem a décadas com este problema. 

               As boas notícias se escondem atras de descontentamentos que, as vezes, não contém embasamento. Fala-se dos postos, falta de remédios, reclama-se que o médico receito três caixas mas conseguiram apenas uma. Aqui, outro parenteses. O médico receitou três caixas, você vai a farmácia do município e retira uma caixa, recebe o carimbo e retorna quando o remédio estiver acabando. Creio que esta é a lógica e ja fui buscar remédios neste sistema. Mas este não é um problema, exclusivo, de nosso município, porem deve ser atacado, sempre, para, no mínimo, ameniza-lo.

                Portanto, em nosso município as coisas acontecem de maneira onde quando se resolve o problema, não há um comentário sequer sobre o assunto, vide Calistrato Muller Salles, mas quando o problema esta ali, o mundo desaba. Não comentarei o caso das camisinhas abandonadas. Continuo batendo na tecla da fiscalização das motos nauticas no Molhes, onde há excessos e o decreto de 2013 não é cumprido. Creio que com a reforma administrativa as coisas melhorarão. Como dizia a um tempo atras uns e outros, tem que fazer o feijão com arroz. Pois é, agora que está sendo feito e está sendo servido, não vira notícia. 

FORTE ABRAÇO

CRITICA LAGUNA






                  

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

LAGUNA: MORTANDADE DE PEXES, O LAUDO SAIU, MAS...

Bom Dia Lagunenses e Lagunistas

               Um assunto tomou conta do noticiário lagunense na ultima semana e virou, até, notícia veiculada num jornal de abrangência estadual, a mortandade de peixes no complexo lagunar e praias de Laguna. Este é um problema de décadas de descaso de nossas autoridades e que se arrasta sem que tenhamos, sequer, conclusões precisas sobre o impacto de tudo que é jogado dentro dos rios e afluentes que desembocam em nossa lagoa, bem como do que é jogado, também, em nossas lagoas. 

               Este problema não é um problema, apenas, da cidade de Laguna e sim dos 22 municípios que estão dentro desta área e que fazem parte do Comitê da Bacia do Rio Tubarão e do Complexo Lagunar, que foi criado, unicamente, para fiscalizar e cobrar ações para combater a poluição e elaborar sistemas de despoluição daquilo que ja foi degradado. Em mãos do Comitê já ha dados e estudos suficientes para que seja proposta uma política pública para preservação de nosso Complexo Lagunar. Alem disso, tais dados, que nunca foram amplamente divulgados, poderiam servir de alerta a todas as pessoas que vivem da pesca e dependem das aguas de nossa Lagoa para sobreviver.

                 Diante da mortandade de peixes ocorrida na semana passada, vários órgãos se mobilizaram em pesquisar e relatar qual o verdadeiro problema que foi responsável por tal reação em cadeia que resultou na morte de peixes e animais marinhos, porém, apenas a UDESC publicou um laudo que conclui, em aspectos gerais, que o problema ocorreu por baixa do oxigênio da água da Lagoa.

                  O Blog Critica Laguna, consultou uma profissional da área que nos informou o que segue: "O oxigênio da lagoa esta baixo. O laudo  da Udesc afirma que a temperatura aumentou 2 •C, em relação ao mesmo período no ano passado. Esse aumento é considerado relativamente alto. Embora a comparação do parâmetro acima isolado não nos diz muita coisa. Em um ano de monitoramento, o oxigênio da água, nunca deu abaixo de 6 mg.L-1 e, desta vez, o resultado foi abaixo deste valor. Como profissional da área, suponho que o nível de matéria orgânica esteja alto e a circulação da água do mar, na lagoa, baixa. Entende-se por matéria orgânica, animais mortos, esgotos das residências do entorno do Complexo Lagunar, industrias de pescados sem tratamento de efluentes ou com sistema ineficiente. Isso se conclui pela características da região associado ao aumento da temperatura. Com estes fatores associados, ocorre a eutrofização (aumento de nitrogênio e fósforo), ocorrendo a baixa do oxigênio", conclui.

                O fato é que precisamos de políticas públicas eficazes para que a polução não avance a níveis que não possam ser mais controlados e minimizados. O tempo urge e nossas Lagoas pedem socorro.

                   Segue Laudo publicado pela UDESC: 





           Em tempo: COMITÊ DA BACIA DO RIO TUBARÃO E COMPLEXO LAGUNA, criado em 1997 e vinculado ao Conselho Estadual de Recursos Hídricos – CERH. A sua criação foi o resultado de um processo de mobilização social ancorado na conscientização a respeito da poluição das águas da bacia, deflagrada em 1996, pela AMUREL em conjunto com outras entidades e agentes da sociedade.
       O Comitê está constituído por representantes dos usuários da água (40%), da sociedade organizada (40%) e setoriais do governo (20%).
             O Comitê de gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Tubarão e do Complexo Lagunar – Comitê Tubarão – é um órgão consultivo e deliberativo de nível regional. O seu âmbito de atuação é a Região Hidrográfica RH9 do Estado de Santa Catarina.
           A AMUREL em conjunto com outras entidades e agentes da sociedade, deflagrou em 1996, um movimento que objetivava a estruturação e institucionalização de um Programa de Despoluição da Bacia Hidrográfica do Rio Tubarão e Complexo Lagunar.
           Neste transcurso, elaborou-se o Regimento de um Comitê responsável pelo seu gerenciamento, através do Decreto n. 2.285 de 14 de outubro de 1997, o Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Tubarão e do Complexo Lagunar, denominado "Comitê Tubarão", aprovado e homologado seu Regimento (Diário Oficial do Estado n. 15.781 de 14/10/97).
              A criação do Comitê Tubarão foi o resultado de um processo de mobilização social ancorado na conscientização a respeito da poluição das águas na bacia.
              Posteriormente, o Regimento Interno do Comitê Tubarão, sofreu duas alterações, conforme Decreto nº 2029 de 29 de janeiro de 2001 e Decreto nº 4671 de 28 de agosto de 2006.

FORTE ABRAÇO

CRITICA LAGUNA

Fonte: http://www.sirhesc.sds.sc.gov.br/

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

LAGUNA: ESTELIONATO - TESTEMUNHAS DE ACUSAÇÃO COMEÇAM A SER OUVIDAS.

Boa Tarde Lagunenses e Lagunistas

                    O processo que apura o envolvimento do Presidente da Câmara de Vereadores de Laguna, Roberto Carlos Alves (PP), como autor do maior Estelionato Imobiliário ocorrido em Laguna, caminha a passos lentos na Comarca de Laguna e nesta terça-feira, 09 de Dezembro, terá mais um capitulo.



         Todas as testemunhas de Acusação arroladas pelo Ministério Público, autor da ação, serão ouvidas a partir das 15 horas no Fórum de Laguna.

                 
                           Entenda o caso:  A 2ª promotoria pública de Laguna denunciou à justiça, por suposto estelionato, o presidente da Câmara de Vereadores do município, Roberto Carlos Alves (PP), pela suposta venda de lotes que não lhe pertenciam.

            Durante o inquérito penal, a promotora Sandra Goulart Giesta da Silva disse ter dados de que pelo menos 19 pessoas compraram terrenos do vereador sem saber que os imóveis pertenciam, na verdade, a outros proprietários. A denúncia foi oferecida na área criminal no dia 26 de maio sendo réu citado para defesa.

           Até o momento do ajuizamento da denúncia, segundo a promotora Sandra, foram constatadas 19 vendas irregulares entre dezembro de 2008 a outubro de 2012. Ainda de acordo com informações do Ministério Público de Laguna, Roberto Alves passou a vender os lotes que nunca lhe pertenceram e continuaram sob a propriedade de outra empresa.

                         Também em nota publicada pelo MP, o legislador agora é réu em uma ação penal pública por suposto crime de estelionato, de acordo com o artigo 171, parágrafo 2º, inciso 1º do Código Penal, com o agravante de tê-lo praticado de forma continuada, ou seja, mais de uma vez e em diversas ocasiões durante determinado período de tempo, o que pode resultar em pena de um a cinco anos de reclusão em regime fechado.

                         Atendendo ao pedido contido na denúncia, o juiz Renato Müller Bratti encaminhou cópia a todos os vereadores, para as providências previstas no código de ética e decoro parlamentar. “A decisão é dos legisladores para saber se ele continua ou não no cargo”, afirma a promotora Sandra. Porém, não foi o entendimento dos vereadores de Laguna que o mantiveram no cargo e, ainda por cima, o reelegeram para presidir a Câmara por mais dois anos. Em qualquer lugar do mundo, quando estourou o escândalo e com todos os indícios e provas, inequívocas, que foram apresentadas, o acusado de estelionato ja teria sido afastado e, quem sabe, estaria aguardando o julgamento preso.

                             Mas continuaremos aguardando o trâmite do processo para ver, quem sabe um dia, a justiça sendo feita e pessoas como a deste caso, paguem no rigor da Lei.

FORTE ABRAÇO

CRITICA LAGUNA

Veja mais aqui.




quinta-feira, 20 de novembro de 2014

LAGUNA- GRAVATÁ: UM DURO GOLPE AOS GANANCIOSOS!!!

Boa Tarde Lagunenses e Lagunistas

           A pouco mais de um ano, Laguna viveu um dos maiores movimentos em prol de seus paraísos ecológicos. Em uma manobra que "acabaria" com varias áreas de preservação permanente no Município de Laguna onde, a época, 07 (sete) dos 13 (treze) vereadores de Laguna, assinavam uma emenda Emenda do art. 45 e art. 39 da Lei de Zoneamento. Muitas discussões, troca de acusações, inconstitucionalidades e etc, fizeram a população de Laguna declarar Guerra ao Legislativo Lagunense que é comandado pelo vereador que é DENUNCIADO POR ESTELIONATO, justamente por problemas imobiliários. 


           Durante a cruzada do povo lagunense muitas batalhas se travaram, seja nas redes socias ou no auditório da Câmara. Com medo da reação da população, que ja havia comparecido em peso nas sessões para questionar a medida tomada pela maioria dos Vereadores, o Presidente da Casa, solicitou apoio policial, trancou a Câmara na sessão conhecida como Sessão do Cadeado e aprovou emenda que suprimia as APPs em Laguna. Neste mesmo dia, quatro horas antes da sessão, o auditório ja estava lotado, pessoas "a favor" da emenda, estranhamente, tomaram a câmara. Varias acusações de que seriam pessoas pagas surgiram de todos os lados. Enquanto isso, as pessoas contra a emenda e a favor das APPs foram tratadas como marginais do lado de fora da Câmara. Segue fotos.





           Após a aprovação da emenda, projeto foi para o Executivo que VETOU em sua integralidade as emendas que iam contra o município. O veto foi derrubado na Câmara sendo aprovada a Lei.  Porém o povo de Laguna, jamais, desistiu da luta.






       Desde então se travava uma luta na Justiça através de uma ADI (Ação Direta de Inconstitucionalidade) questionando a Emenda do art. 45 e art. 39 da Lei de Zoneamento. Vários capítulos foram escritos nesta cruzada entre a Preservação e a Degradação. Pessoas engajadas na luta se reuniram e colocaram em prática a ultima cartada que seria apresentar ao Ministério Público todas as provas que poderiam acabar com a pretensão, devastadora, dos sanguessugas que se instalaram na Câmara Legislativa de Laguna. Com as provas em mãos, o Movimento Natural e Cultural de Laguna levou ao Ministério Público aquilo que serviria de subsidio para que fosse proposta a ADI.

            Em Julgamento ontem, 19 de novembro de 2014, os  Desembargadores do tribunal de Justiça de Santa Catarina acataram a Ação Direta de Inconstitucionalidade - ADI n.2014.03493-5, reconheceram a inconstitucionalidade da emenda. Corrigindo a informação, o Relator não era o Des. Ledio Rosa e sim o Des. João Henrique Blasi, único que votou contra a ADI. Com isso, nossas APPs estão, novamente, protegidas. Um duro golpe para aqueles que foram eleitos para cuidar e proteger nossa cidade e, ao contrário, queriam degradar nossas belezas.

             Parabéns aos envolvidos!!! Agora vamos abraçar nossos paraísos.


                

FORTE ABRAÇO

CRITICA LAGUNA

Leia também: http://criticalaguna.blogspot.com.br/2013/11/laguna-plano-diretor-virou-balcao-de.html

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

LAGUNA: ELEIÇÕES 2016, A CORRIDA JA COMEÇOU!!!

Bom dia Lagunenses e Lagunistas

                    
               
        Você acha que 2016 esta longe? Para quem pensa no futuro, não. Ontem, em comentário a uma postagem na pagina do Critica Laguna no Facebook, o Meu Amigo e Mestre, Dr. Ruy Vladimir, que dispensa apresentações, AFIRMOU, que será candidato a Prefeito de Laguna em 2016. 

         Enquanto Promotor, Dr. Ruy atuou na comarca de Laguna por vários anos, sendo responsável por um, verdadeiro, choque de ordem na cidade desde sua chegada. Atuava nas causas em defesa da sociedade e  do Meio Ambiente, denunciando aqueles que insistiam em degradar nossa Laguna. Tive a oportunidade de trabalhar com Dr. Ruy, enquanto Acadêmico de Direito, tenho propriedade em falar.

            Na política, Dr. Ruy ingressou com o propósito de ver Laguna se desenvolver. Nas tratativas para o começo da campanha para a "mudança" de Laguna, Dr. Ruy era o principal nome para Vice na chapa de Everaldo, que sairia vencedora nas eleições de 2012, porem, depois de uma viagem a Aracaju, sua terra Natal, ao retornar a Laguna foi surpreendido com o anuncio da chapa Everaldo/Ivete. Lamentando o fato, ja que todas as tratativas eram para que ele fosse o vice, Dr. Ruy deu apoio a chapa acompanhando-os em vários compromissos de campanha. Com a vitória, Dr Ruy foi empossado Secretário de desenvolvimento econômico e social, permanecendo pouco tempo no cargo. Em carta de despedida, publicada no blog, Dr. Ruy esclareceu entre outros, o fato de "encontrar, na prática, um cenário muito diferente daquele exposto em campanha, foi um dos motivos da saida". 

                  A decisão de se lançar Candidato a dois anos do pleito foi pensada a um tempo e foi sacramentada com as inúmeras conversas que teve com muitos Lagunenses e Lagunistas nos últimos dois anos. Dr. Ruy, afirma, "caso não haja apoio dentro do Partido  para sua candidatura a Prefeito, ira levar seu projeto a outro, partido, que esteja disposto a participar de sua empreitada".

                   Agora é esperar o desenrolar.

FORTE ABRAÇO

CRITICA LAGUNA